Origem da fruta (lenda Neengatu) -

Origem da fruta (lenda Neengatu) 

  No início do mundo, os homens comiam as mesmas coisas que os animais: capim, ervas, e folhas verdes. De vez em quando, o vento espalhava na terra um delicioso cheiro de fruta e todos que sentiam desejavam comê-las. Certa vez, um índio estava cuidando de sua roça quando encontrou um grande rato, o guabiru, comendo as plantas. Ele agarrou o guabiru e logo sentiu nele o cheiro bom. Então, fez uma proposta: "Se me mostrar onde está a árvore em que comes, eu não te mato. E poderás voltar sempre à minha roça." O guabiru levou o índio até a fruteira grande e disse: "Aquela grande árvore está cheia de frutas boas que só o acutipuru aproveita." O homem correu para casa, anunciou a novidade e toda gente se juntou para derrubar a árvore. Assim o acutipuru (esquilo) não acabaria com os frutos. Quando os machados abatiam o tronco, ouviu-se a voz irritada de Uansquém, o dono da árvore, dizendo: "Quem foi o tolo que indicou a utilidade desta fruteira? Isto ainda não está maduro!" Debaixo da árvore, ele encontrou casca de mandioca com marcas de dente do acutipuru. Depois ce matar o esquilo, Uansquém disse: "Tu, grande tolo, estragaste as frutas para todos. Deixa estar! Tua espécie e essas gentes hão de ter fome um dia e só então hão de ver que eles próprios se desgraçaram por suas mãos." E desapareceu. Com a madrugada que raiava, toda gente veio para perto da árvore e ali ficou por umas mãos de lua, até que o tronco desabasse. Assim que ele caiu, os homens se precipitaram para tirar as frutas: mandioca, batata, cará, abiu, cucura. Os pássaros também vieram e começaram a beliscar o bacaba, o açaí, o muriti, o inajá, e patauá, o carana. Depois, os outros animais tiraram uxi, cumaru, o resto que havia. No fim, apareceu o tapir, que só encontrou macucu. E assim foi que o avô do acutipuru conseguiu estragar a nossa existência e o nosso pomar. Se não fosse ele, teríamos sempre frutas boas, frutas doces e fáceis. Porque todas haviam de amadurecer e, então, Uansquém, que era bom e puro, as faria aparecer e nós não sofreríamos agora, trabalhando e fazendo roça. Mas o acutipuru meteu-se no meio; e o resultado, já se sabe, foi estragar as frutas que nos deviam ser oferecidas amavelmente, com o tempo. Assim foi que se inutilizou o nosso destino e principiaram os nossos trabalhos. Tal e qual como no caso de Adão e Eva. (Resumo de lenda do livro Estórias e lendas da Amazônia, Anísio Melo, SP, 1962); Nota - Acutipuru, Quati-puru, Caxinguelê e Serepele são os nomes de diferentes espécies de esquilos brasileiros. Curiosamente, a fruta mais apreciada pelos esquilos é a maçã.

Sem comentários:

Enviar um comentário